16 Novembro 2017
Influenciadores digitais, pioneiros na interação online e permanentemente conectados à internet. Assim são os super líderes, grupo de pessoas com o alto poder de inspirar e atrair outros consumidores a partir do seu comportamento no meio digital. Para analisar como as marcas podem se aproximar desse público, a Tetra Pak divulgou um amplo relatório sobre o consumidor conectado

Neste ano, o Tetra Pak Index mostrou que o engajamento com fãs melhora significativamente a imagem das empresas junto aos públicos de interesse e pode impactar, diretamente, no aumento de vendas.  Além disso, a interação bem-sucedida resulta em embaixadores que divulgam mensagens, compartilham opiniões e ajudam as marcas a obterem credibilidade em seus produtos. 

Certamente, nem todos os influenciadores são celebridades. A maioria é, na verdade, consumidor normal. O que os diferencia é a permanência de pelo menos seis horas por dia online, como mostrou a pesquisa, e a utilização desse tempo para criar conteúdo e interagir com as marcas.

Brasileiros entre os mais engajados

O Brasil é um território fértil para os super líderes, com engajamento superior à média global. Entre os usuários brasileiros, 9% são considerados super líderes, dos quais 59% são mulheres e 40% têm idade entre 25 e 40 anos. No país são utilizadas semanalmente, em média, 7,8 diferentes plataformas, contra 4,8 em âmbito global. As plataformas mais usadas no Brasil são, pela ordem: Facebook, YouTube, WhatsApp, Facebook Messenger, Instagram, Twitter, Skype, Snapchat e LinkedIn.

Música, hospedagem e passagens aéreas são os temas mais buscados pelos consumidores nacionais. Atualmente, 40% dos que estão conectados fazem compras pela internet, contra 39% que compram offline, mas se mostram abertos a consumir por meio dos canais online. Os melhores meios de se estimular a compra digital são e-mails, mensagens instantâneas, redes sociais e vídeos.

Os resultados da pesquisa reforçam ainda que o brasileiro é apaixonado por vídeos e com alto interesse em artigos online. Diferente de outros mercados, o Brasil é bem aberto para o contato feito por marcas. Ao mesmo tempo, o bloqueio de anúncios é mais comum aqui do que a média global.

Olhos e ouvidos atentos

Mas como as marcas identificam e engajam os super líderes? A disponibilidade para ouvir é o primeiro passo. Os influenciadores que escrevem revisões ou comentários marcam as empresas ocasionalmente, e um terço deles o faz sempre. Nossa pesquisa também descobriu que 60% dos líderes postam imagens. Isso reflete seu desejo de ser visto e ouvido, além da expectativa de receber um feedback: 78% esperam que as marcas os respondam. 

Por isso, as companhias devem ir além do desenvolvimento de materiais publicitários: elas precisam criar experiências sociais que impulsionem engajamento. Super líderes demandam conteúdos cheios de significado, divertidos, atraentes e que estimulem a interação bilateral. Uma vez que iniciada a relação, as marcas podem cultivar essa proximidade por meio de diálogos contínuos, por exemplo, respondendo aos questionamentos dos consumidores e interagindo com seus comentários. E, lentamente, transformando esses consumidores em seus embaixadores. 

Para mais cases de engajamento de super líderes para alcançar audiências ao longo da jornada do consumidor, acesse o Tetra Pak Index – Consumidor Conectado. 

 
<< Voltar