23 Fevereiro 2017

Quer ver um aumento nas suas vendas? Então acrescente alimentos e bebidas naturais ou saudáveis ao seu portfólio. A previsão é que as vendas nessa categoria cheguem a US$ 226 bilhões até 2018, de acordo com a New Hope Natural Media, organizadora da Natural Products Expo West.

Em 2014, a Natural Products Expo West em Anaheim, Califórnia, teve recorde de público até então, com 67 mil visitantes e 2.600 expositores – sendo que 635 deles eram estreantes. Esses números mostram como o interesse nesse seguimento tem aumentado.

Alguns outros indicativos mostram esse crescimento, como as vendas da categoria, que eram de apenas US$ 39 bilhões em 2010 e quase dobraram em 2015. O mercado de alimentos e bebidas no geral faturou cerca de US$ 668 bilhões em 2015, de acordo com a Packaged Facts.

Com índices de crescimento tão acelerado é seguro dizer que os alimentos naturais e saudáveis estão em alta.

O que isso significa para os fabricantes de alimentos e bebidas?

O crescimento na receita da indústria de alimentos é conduzido por essa mudança de mentalidade do consumidor, diz o blogueiro de sustentabilidade Bill Roth, do Triple Pundit. O que era um evento de nicho, cresceu para se tornar “um dos mais disputados eventos de diferentes indústrias”, reporta Bill.

Muitos seminários que fizeram parte do Natural Products Expo West destacaram o potencial de mercado dessa categoria, tais como a forma de direcionar saúde e bem-estar nos pontos de venda; qual o valor de dados específicos dos produtos para ROI e como atender dietas especiais. O número e natureza dos produtos e serviços oferecidos na Expo revelam que alimentos e bebidas naturais e saudáveis saltaram do status de “nicho” para “motor de crescimento” da indústria de processamento.

Como aproveitar a tendência em alimentos saudáveis e naturais

Aprendizados a partir dos clientes da Tetra Pak na Natural Products Expo West deixam claro que consumidores preocupados com sua saúde buscam um certo grupo de características quando avaliam se um produto satisfaz ou não suas exigências. Entre elas, estão conveniência, acessibilidade, transparência de informações no rótulo e, claro, suas necessidades de dieta individuais.

Com isso em mente, produtores e marcas devem observar essas características quando formulam novos alimentos e bebidas, incluindo:

  1. Orgânicos, naturais e não-transgênicos. Depois de um pequeno declínio, as vendas de alimentos orgânicos estão crescendo 10% anualmente, de acordo com Roth. Com essa consciência, uma das sessões na Expo discutiu alimentos transgênicos e não-transgênicos, focando nos tópicos de produção e rotulagem. Ainda assim, outra fonte afirma que, em longo prazo, os consumidores estão mais preocupados com pureza e naturalidade do que com os alimentos orgânicos em si. Muitos produtos rotulados como orgânicos exibem formulações ricas em ingredientes, o que pode desestimular os consumidores, de acordo com a revista QSR. Para resolver a questão, os produtores deveriam se concentram em receitas simples, com menos ingredientes.
     
  1. Abertura. Os consumidores querem saber exatamente o que estão ingerindo. Eles querem entender facilmente o houve na produção do que estão comendo ou bebendo. Quando eles leem nomes de ingredientes que não compreendem, eles perdem o entusiasmo. Eles querem que os produtores se comuniquem com clareza a respeito de seus processos e ingredientes.
     
  1. Variedade. Com uma maior incidência de alergias alimentares e sensibilidade a ingredientes, a Geração Y ou até mães que tenham em casa filhos com alguma restrição, regularmente buscam alternativas aos laticínios, incluindo leites de arroz, amêndoas e soja. Além disso, embora hoje exista certo modismo em torno dos alimentos sem glúten, para um grupo de consumidores esta é uma séria questão de saúde e essa parcela corresponde a 30% dos consumidores que compram itens desse nicho, aponta Roth. Analisando essas informações, diversificar as opções com novos produtos pode alavancar as vendas.
     
  2. Embalagem. É importante usar embalagens que abracem as causas naturais e saudáveis. Empresas de alimentos e bebidas que foram à Natural Products Expo West escolheram opções que melhor exibissem e protegessem seus produtos, além de transmitirem a sustentabilidade como um valor a seus consumidores. De muitas maneiras, as embalagens cartonadas foram as escolhidas, já que atingiam os objetivos tanto de produtores de alimentos como de bebidas. Neste vídeo, várias marcas falam sobre a questão:
<< Voltar