08 Maio 2017
Chegou ao fim! Em sua estreia, a ProFood Tech reuniu aproximadamente 6.500 participantes, muitos dos quais passaram pelo estande da Tetra Pak para conhecer as tendências e tecnologias no processamento de alimentos.

Quem não pôde acompanhar o evento de perto, pode comemorar: selecionamos as principais novidades apresentadas por lá. Acomode-se na cadeira, pegue seu suco de caixinha e boa leitura: 

Inove ou fique para trás

Isso pode soar como um roteiro de seriado no Vale do Silício, mas, é uma realidade na indústria de alimentos e bebidas assim como na da tecnologia. Marcas precisam inovar constantemente em suas operações, automatizando e digitalizando sempre que possível para reduzir custos, ampliar a eficiência e permitir tomadas de decisão em tempo real e bem embasadas. Todo esse trabalho nos bastidores é muito valioso para os consumidores e continuará sendo enquanto suas necessidades mudam e evoluem. 

“Os consumidores desejam ter produtos específicos. As marcas devem construir confiança e transparência com o seu público-alvo e encontrar uma forma de conectá-lo com a sua produção”, afirma Andrei Soroka, diretor Comercial Global de Soluções de Automação e Informação das Fábricas da Tetra Pak. 

Dessa forma, a inovação operacional é entendida como um sistema que valoriza cada etapa do processo, cada engrenagem da máquina, na jornada do produto até as mãos do consumidor. Esse conceito faz parte do pilar estratégico da área de Serviços da Tetra Pak, que ajuda fabricantes a maximizar eficiência e fidelizar marcas. 

Impulsione o desempenho ambiental  

Sustentabilidade faz bem para o planeta e para os negócios. Tanto consumidores como varejistas estão atentos a marcas ambientalmente responsáveis, recompensando-as com destaque nas prateleiras, market share e fidelidade.

Um exemplo são as marcas que buscam economizar água e exibem anualmente apresentam resultados e atingem novas metas. Avaliar toda a cadeia de valor pode ajudar as empresas a determinarem uma estratégia atraente para impulsionar seu desempenho ambiental e a comunicação dos resultados.

“A comunicação é a peça final do quebra-cabeça da sustentabilidade. Comunique os resultados efetivos de sua história ambiental porque os consumidores e varejistas se importam”, afirmou Elisabeth Comere, diretora de Meio Ambiente e Assuntos Governamentais para os Estados Unidos e Canadá da Tetra Pak, durante o painel “Repensando o Impacto Ambiental”. 

Vai uma bebida aí? 

O mercado de bebidas continua fluindo, sem desacelerar. Isso estimula as marcas a inovar não somente em tipos de bebidas – água de coco, chás, leites aromatizados – como também em embalagem. A maioria dos consumidores se consideram conscientes, portanto, as marcas que buscam capitalizar as compras baseadas em valores e a sede das pessoas por bebidas, podem considerar embalagens cartonadas, elaboradas a partir de materiais 100% renováveis como uma boa alternativa.

Da mesma forma, as bebidas nutricionais também estão em uma trajetória de crescimento em todas as categorias (infantis, com redução de calorias e para a prática esportiva) à medida que as pessoas buscam mais opções para consumo fora de casa e aderem à tendência do rótulo clean. Como disse Chris Gretchko, vice-presidente de Marketing da Tetra Pak, "quanto mais simples você puder deixar seus produtos, mais atrativos eles serão para os consumidores.”

E você? Em quais tendências para alimentos e bebidas você aposta? Compartilhe conosco nas redes sociais e não esqueça de acompanhar as novidades da Tetra Pak no Facebook!
<< Voltar